Dermatose liquenóide

Dermatopatia rara identificada principalmente nos Springer Spaniels. Não há predisposição sexual e acomete animais de aproximadamente 2 anos de idade. A sintomatologia apresenta pápulas e placas em face interna de pavilhão auricular, podendo envolver a região periorbital, prepúcio e região inguinal. Com a cronificação podem assumir aspecto de papilomatose.

Paciente

Yorkshire; fêmea; 9 anos

Exames complementares

—Histopatológico

  • Dermatite perivascular e dermatite de interface liquenóide
  • Microabscessos contendo eosinófilos e neutrófilos
  • Hiperplasia epidérmica

Diagnóstico

Dermatose liquenóide

Tratamento

Foram testados vários medicamentos sem sucesso:

    • Corticóides
    • Vitamina A
    • Levamisol, dapsona
    • Xampus

Tratamento com cefalexina.

Outros casos clínicos